Confira 10 dicas para superar a depressão e voltar à luta por um novo trabalho

Um estudo feito por pesquisadores da Universidade Estadual de Ohio, nos Estados Unidos, mostrou que a terapia cognitivo-comportamental (TCC) pode ajudar pessoas com depressão a se recolocarem no mercado de trabalho. A pesquisa mostrou que 41% dos desempregadas ou subempregados submetidos à TCC encontraram um novo emprego ou passaram de um trabalho parcial para um trabalho em tempo integral após quatro meses de tratamento para depressão com esta abordagem.

— Reduzir os sintomas da depressão não é o único objetivo que as pessoas têm quando começam a TCC. Muitos estão esperando encontrar um emprego ou melhorar sua produtividade em seu trabalho atual — afirma Daniel Strunk, co-autor do estudo e professor de psicologia da universidade.

A TCC é uma abordagem terapêutica cujo objetivo é entender como a interpretação dos acontecimentos diários afeta o ser humano.

— Esta abordagem se baseia na ideia de que não é a situação que desencadeia em mim as emoções e sim a forma como eu percebo a situação e o meio no qual estou inserida. Essas emoções geram pensamentos, que podem ser disfuncionais, negativos. E a TCC entra na desconstrução destes pensamentos — explica a psicóloga Alessandra Augusto.

O Brasil é um dos líderes de casos de depressão durante a pandemia, segundo estudo da Universidade de São Paulo (USP). Um dos motivos é o desemprego, que sobrecarrega ainda mais a saúde emocional. Na nova realidade, muitos brasileiros buscaram tratamento.

— A terapia ajuda no processo de consciência despertando para mudanças de estratégias. Você desenvolve o autoconhecimento e descobre até que tem talentos que não sabia — diz a psicóloga Daniela Generoso.

Descoberta de habilidades e capacidade técnica

Os resultados do estudo americano mostraram que uma das maneiras pelas quais a TCC ajudou as pessoas a se reposicionarem no mercado de trabalho foi reduzindo o “estilo cognitivo negativo” dos pacientes, ou a extensão em que os pacientes veem os eventos negativos de maneiras abertamente pessimistas, de acordo com o professor Strunk.

Uma das dicas da psicóloga Paula Dutra para transformar pensamentos negativos em positivos é usar papel e caneta.

— Costumo sugerir que o paciente escreva todos os pensamentos negativos de um lado da folha e, do outro, os argumentos que rebatam este pensamento negativo. Quando se faz isso, o paciente olha os pensamentos com mais clareza e percebem que eles são fantasiosos e não condizem com a realidade.

Este tipo de terapia pode ajudar as pessoas — que estão com depressão ou não — a enxergarem saídas que ainda não conseguem ver.

— Muitas vezes o paciente tem habilidades e capacidade técnica de melhorar na sua profissão, mas não se posiciona ou se coloca bem porque não acredita em si mesmo e no seu potencial. A TCC pode melhorar sua confiança e treinar como ele vai aumentar sua exposição na empresa — diz Fabiane de Faria, psicóloga idealizadora da plataforma on-line Aterapia.



FONTE:

extra.globo.com

compartilhe em sua rede social

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on skype
Skype
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.