Confira os dilemas e alegrias de cada década da vida

Psicólogas apontam as características que mais marcam o passar dos anos e as chamadas ”crises de idade”

O passardos anos pode trazer um impasse nos sentimentos. Ao mesmo tempo que há motivo para comemorar, crises existenciais chegam para marcar seu território.

Segundo especialistas, é improvável que alguém não passe por, pelo menos, um momento conflituoso aos 20, 30, 40, 50 ou 60 anos. E cada fase vem com suas características próprias, envolvendo aspectos financeiros, afetivos e emocionais.

Segundo a psicóloga Daniela de Oliveira, essas transições na vid podem nem se tornar um transtorno se viererm acompanhadas de atitudes. “Em vez de uma crise, podemos viver um momento de reflexão para entender se estamos no rumo que gostaríamos para nossas vidas ou se é necessário mudar de estrada”, explica.

Mas por que há tantas crises? A doutora em Psicologia Cristiane Vaz Pertusi explica que a ”sociedadedo cansaço”, que vive anciosa, faz com que as pessoas não aproveitem o momento. ”Essa pressa tem feito com que as pessoas não usufruam e não construam cada fase como talvez fosse no passado, com a vida mais calma e menos tecnologia”, diz.

Já a palestrante Alessandra Augusto acredita que um dos momentos mais críticos é quando alguém se torna um ”cinquentão”.

”Antes se chegava à meia-idade aos 35 anos. Hoje, as pessoas se cuidam mais, estão em boa forma, mas que não definiu sua vida entra em crise. Sensação de frustração, de que a vida ficou menos colorida e sem sentido. Mas, chegando aos 60 , vem a vontade de aproveitar”, afirma.

O estudante Eduardo Torres, 24, sempre viveu numa era conectada. Para ele, os dilemas e as alegrias de sua idade andam lado a lado. ”É uma transformação n qual você muda a sua rotina inteira quse do dia para a noite, começando a ter as responsabilidades da vida”, diz.

Novos Começos

A professora Liliane Gabeira, 65, contou que uma dificuldade que surge a patir dos 60 é ficar sozinha quando todos saem para cuidar de suas vidas. Mas ela também ressalta as alegrias. ” Ter a vida plena, com novos começos, sir, passear, viajar”, enumera.

Me sinto jovem

Nascido em 1985, o advogado Lucino Gabeira, 36, acompanhou as inovações teecnológicas. Para ele, há uma dificuldade em organizar o tempo. “Mas também me sinto jovem, com saúde, com força para trabalhar e correr atrás dos meus objetivos”, salienta.

RAIO X DA IDADE

De 20 aos 29 anos

Dilemas

O jovem adulto enfrenta um período de insegurança, carreira e mercado de trabalho. Há uma certa imprudência e dificuldades em estabelecer prioridades na vida.

Alegrias

São as pessoas que se desafiam mais. Têm a adrenalina da juventude e vontade de explorar o mundo. Auge da vida sexual. Muitos encontram uma militância para seguir.

De 30 a 39 anos

Dilemas

Começa a levar mais a sério a opção de se casar e construir uma família. Profissionalmente, não está consolidado no mecado. Aumenta a necessidade de segurança e organização de vários aspectos da vida. 

Alegrias

Período em que começa um grande amadurecimento. tem um bom desempenho sexual, e o sexo pode ser melhor do que aos 20 anos. Os relacionamentos afetivos tendem a se firmar.

De 40 a 49 anos

Dilemas

Começa a perceber uma mudança corporal, que pode diminiuir a auto estima. Há muitas cobranças pessoais.

Alegrias

Entende-se que está com a profissão organizada, estabilizada. Começa a curtir e usufruir desse auge da maturidade. Há um vigor e até vontade  para começar uma nova mudança de vida.

De 50 a 59 anos

Dilemas

É um momento em que há um ”balançar”, onde se passa a vida a limpo. É a nova meia-idade. Quem não tem vida financeira estável pode sentir frustração e reflexão sobr o que fez da sua vida. Há insatisfação com a profissão, a aparência e os relacionamentos. É comum haver divórcios.

Alegrias

Algumas pessoas começam a aproveitar mais a vida, buscando resoluções de seus conflitos internos e sua autorealização. Também é um período de crescimento inteno, onde há uma procura por respostas para o seu papel no mundo.

A partir dos 60 anos

Dilemas

Para algumas pessoas pode ser um momento de frustração, ansiedade, insegurança e medo pelo futuro. Pode ocorrer a sensação de não ter aprovitado a vida o suficiente, assim como uma insegurança sobre a próxima etapa da vida que se aproxima.

Alegrias

Há um sentimento de plenitude e dever cumprido. Como muitos já se aposentaram, é uma fase de aprovitamento da vida: fazar viagens, aulas de dança e prática de esportes. Quer usufruir do que conquistou.

compartilhe em sua rede social

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on skype
Skype
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.