Alessandra Augusto

Psicóloga Clínica

CRP 05/53857

Terapia Comportamental e Cognitiva

Terapia Sistêmica

Terapia Familiar

Neuropsicopedagogia

Perita Judicial em Psicologia

O Projeto Psicoterapia Acessível tem como objetivo possibilitar que um maior número de pessoas tenham acesso a acompanhamento psicológico, prevenção e cuidado das doenças emocionais, promoção da saúde mental e qualidade de vida.

Seu princípio baseia-se em levar os benefícios da psicoterapia à população por meio de valores acessíveis.

Alessandra Augusto é formada em Psicologia, palestrante, pós-graduada em Terapia Sistêmica e pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental e em Neuropsicopedagogia, é a autora do Capítulo ”Como um familiar ou amigo pode ajudar?” do livro “É possível sonhar. O câncer não é maior do que você!” , editora Conquista. Lidando diretamente com familiares coterapeutas em uma clínica de reabilitação, a idealizadora do projeto Psicoterapia Acessível entende a importância da participação da família e amigos no tratamento do paciente.  A proposta do artigo é levantar um questionamento: ”Quem cuida do cuidador?”. Segundo ela:  ”o manejo das famílias é o que me encanta”.

Individual

Quer seja fobia social, transtorno de estresse pós traumático, transtorno de ansiedade geral, transtorno obsessivo - compulsivo, transtorno de personalidade, depressão, dependência emocional ou semelhante, exigem tratamento clínico e terapêutico.

Crianças

Brincando a criança expressa suas dificuldades emocionais, observa e compreende melhor o mundo que a cerca, aprende a lidar com seus medos e conflitos, e demonstra significativamente uma melhora na escola e no núcleo familiar.

Casais

Muitos conflitos são devidos à incompreensão do conteúdo emocional. A qualidade da comunicação é um bom meio de perceber como está o relacionamento. A terapia de casal auxilia retornar a harmonia que um dia tiveram.

Familiar

Uma excelente alternativa para famílias que estão passando por momentos de conflitos, desarmonia ou luto, é a terapia sistêmica familiar. A terapia em grupo objetiva construir e desenvolver o diálogo entre os membros familiares e assim auxiliar na resolução de problemas e na conquista de relações respeitosas, harmoniosas e saudáveis.

ATENDIMENTOS ON-LINE OU PRESENCIAL !

''Cada membro de uma família tem um papel específico que se relaciona com a personalidade individual''

''Mais do que horários predeterminados e atividades guiadas, a criança precisa de momentos livres''

''Controle suas emoções e não permita que elas controlem você''

''Ser um casal não significa nunca ter problemas,mas sim, saber solucioná-los''

Foi a minha melhor experiência !

Terapia Individual

  • Crianças
  • Adolescentes
  • Adultos
  • Idosos

$ Valores Sociais

Terapia de Casal

  • Relações Conjugais
  • Conjugalidade
  • Vínculos Feridos
  • Agressividade  Verbal ou Física.

$ Consulte

Terapia Familiar

  • Abordagem Sistêmica
  • Estrutura Genograma
  • Reorganização do Sistema Familiar
  • Alteração de Padrões de Comunicação

$ Consulte

EM BREVE GRANDE LANÇAMENTO COMO CO-AUTORA DO LIVRO ''É POSSÍVEL SONHAR - O CÂNCER NÃO É MAIOR DO QUE VOCÊ''

Dúvidas Frequentes

Além dos casos clínicos clássicos como ansiedade, depressão, síndrome do pânico etc. Você pode
contar com atendimentos psicológicos quando:

• Sente-se frequentemente triste e abatido;
• Sente-se ansioso (a) com frequência;
• Está deprimido
• Está confuso;
• Pensamento e comportamento sabotador;
• Sente-se infeliz;
• Baixo auto estima e falta de confiança em si mesmo;
• Teve uma infância complicada;
• Experiências negativas traumáticas;
• Tem dificuldade em controlar-se
• Sente-se inibido;
• Sente-se impotente em mudar o rumo da vida
• Toma medicação para ansiedade
• Tem dificuldade em relacionar-se (com o parceiro, em casa, no trabalho, etc…)
• Sente que seu dia é muito estressante e não consegue mudar como gostaria;
• Pretende adotar uma posição mais positiva
• Sente ataques de pânico ou fobia;
• Sofre sintomas físicos provocado por estresse;
• Está em processo de divórcio ou relação em crise;
• Pretende compreender melhor os outros e a si mesmo
• Sente-se incompreendido pelos outros
• Sente-se bem porem quer desenvolver algum aspecto da sua personalidade;
• Compreender-se melhor.

  • QUAL O TEMPO DE UMA SESSÃO E POR QUANTO TEMPO DURA A TERAPIA?
  •  Não há uma resposta única, porque depende muito das questões que estão sendo trabalhadas pelo paciente, de quão complexas e arraigadas são, bem como da frequência com que se realiza a psicoterapia. As sessões costumam durar 50 minutos e são realizadas semanal ou quinzenalmente.

A psicoterapia pode ser individual, de casal, em grupo e familiar. Além disso, o psicólogo pode utilizar diferentes abordagens como fio condutor do atendimento, sendo as mais conhecidas a Psicanálise, Terapia Cognitiva-Comportamental, Gestalt-Terapia, Terapia Humanista, EMDR e a Terapia Breve.

O exercício profissional de qualquer psicólogo está regido pelo Código de Ética que estabelece confidencialidade e sigilo das informações tratadas em consultório. As excepções são os casos de ameaça à vida, do próprio paciente ou dos demais.

Você, enquanto paciente, é quem decide sobre o que se fala durante a psicoterapia. Você não precisa falar sobre temas que resultam ser incômodos, especialmente no princípio, quando o vínculo de confiança com o profissional está sendo estabelecido. Aos poucos você vai se conectando com sigo mesma/o e permitindo que os conteúdos emerjam.

Porém, mentir para o psicólogo é uma armadilha contra o próprio paciente. Pense que, quanto mais informação o profissional tiver sobre você, mais fácil será para ele/ela contribuir para a sua recuperação.

O primeiro passo é marcar a entrevista entrando em contato com o profissional.
Esse primeiro passo, serve para você conhecer o terapeuta, perceber se você se sente à vontade e se identifica com ele (a).

A terapia é uma importante ferramenta para tratar alguns males comportamentais e psíquicos que afetam a vida do paciente A ponto de gerar sofrimento psíquico. A terapia ajuda não só no tratamento de patologias mentais , mas também os casos de dificuldade em que o paciente enfrenta medos, fobias, e quaisquer dificuldades de superação ou decisão. Visando o bem-estar físico e emocional do paciente.

Nossas Redes Sociais

Rolar para cima